fbpx
BellaMinas Pousada LTDA. - Rua Araúna, 736 - Guapé - MG - 35 3856-1529 / 35 99721-0744

Lago de Furnas

Lago de Furnas

O Lago de Furnas, também conhecido como “mar doce de Minas” é um dos maiores lagos artificiais do mundo. Com uma extensão de 1.406,26 e 3.500 km de perímetro o lago banha 34 municípios e é cercado de morros e matas nativas. A beleza das águas do lago cria uma paisagem irresistível.

A formação do grande lago fez surgir belas paisagens com cânions, cachoeiras e praias e ainda trouxe a opção da pesca, dos esportes aquáticos e do ecoturismo. A infraestrutura turística dessa região se desenvolveu muito na primeira década do século 21 para se tornar um dos principais destinos de Minas Gerais. Os circuitos turísticos que abrangem o entorno do Lago de Furnas são: Caminhos Gerais, Grutas e Mar de Minas, Nascente das Gerais e Vale Verde e Quedas d’Água.

Um pouco da história do Lago de Furnas

Na década de 50 do século 20, as três maiores cidades do país, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, estavam com sua economia ameaçada em razão do estrangulamento energético. A solução foi a construção de uma usina hidrelétrica, que, à época, seria a maior do Brasil. Pelo Decreto Federal nº 41.066, de 28 de fevereiro de 1957, foi criada a Central Elétrica de Furnas. O local escolhido para a instalação da hidrelétrica foi o curso médio do rio Grande, no Sul de Minas, entre os municípios de São João Batista do Glória e São José da Barra.

No dia 9 de janeiro de 1963, as águas do rio Grande foram desviadas para a construção da usina, começando, assim, a se formar o Lago de Furnas. As localidades mais afetadas foram a sede do município de Guapé, que ficou praticamente submersa, e o distrito de São José da Barra, que desapareceu sob as águas do lago. Novas áreas urbanas foram construídas para abrigar a população dessas duas localidades.

Fonte: descubraminas.com.br

Fotos

WhatsApp chat